@Copyright  Todos os Direitos Reservados
O Alto Mar Produções Teatrais

Parceiros

O PALHAÇO E A BAILARINA, é um espetáculo onde pode-se ver muito claramente três pontos de vista do ser humano, perfeito, errado, errante, apaixonado, perto longe ou nem tão distante.  Nas entrelinhas dessa história nos deparamos com amarga e estúpida vida de um  administrador de um circo,  que em sua caminhada desordenada pelas estradas do mundo, faz escolhas impulsivas, egoístas e pragmáticas demais. Tudo isso faz com que sempre tome decisões que acabam sendo prejudicais aos que o rodeiam e a si mesmo.  Por outro lado, no contraponto do conto, temos a doçura, a ingenuidade e a pureza da pequena, simples e amável bailarina Anabel, que sempre teve em seu coração os mais puros e ricos ensinamentos de amor, legado esse deixado por sua família, e que em honra, fazia questão de segui-los. Da maneira mais sublime e encantadora,  colocava sempre seu coração de artista em primeiro plano, para que assim pudesse relacionar-se com o mundo de um jeito mais harmonioso. Ela traz consigo a força e a resiliência de uma pequena grande artista, que luta pela liberdade não só corporal mas sim a liberdade da alma. Mas nem tudo nessa vida nos permite crer no mundo encantado e é por esse motivo que a nossa bailarina luta com todas as suas forças para que o exercício do amor triunfe. E assim como na vida, toda história fictícia trás em sua essência a busca pela compreensão humana, e nessa fábula musical não é diferente. Temos a rebeldia lutando contra a autoridade e um palhaço com alma de andarilho buscando na vida, na rua, na praça, sua tão amada bailarina equilibrista. A alma do palhaço é revelada de maneira pura e ingênua e sem propósitos fugazes ou luxuosos, pois sabe que a única coisa que tem na vida é ele e seu amor por Anabel. O Palhaço e a Bailarina é um mergulho profundo e ao mesmo tempo suave no universo do circo, da música, da palhaçaria clássica e do teatro, uma grande obra de arte, onde dois personagens icônicos do imaginário popular vivem uma aventura que ensina, que envolve e que faz refletir não só crianças, mas, jovens e adultos de todas as idades. E como diz o palhaço na cena final: Coisas são só as coisas, o que importa é a gente... coisas, depois a gente arruma outras coisas.